BC chinês vê desaceleração econômica, mas sem nova recessão

Segundo a instituição, a crise de dívida europeia não está tendo grande impacto sobre a economia nacional 

Reuters,

27 de julho de 2010 | 07h47

O banco central da China disse nesta terça-feira que o crescimento econômico do país irá desacelerar, mas que não haverá recessão.

O Banco Popular da China também disse em comunicado em seu site que a crise de dívida da Europa não está tendo um grande efeito sobre a economia nacional.

O BC acrescentou que os novos empréstimos bancários ficarão perto de 7,5 trilhões de yuans em 2010 se o nível de junho se mantiver.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.