BC: circular possibilita negociação eletrônica no câmbio

A circular 3385, que "altera o regulamento do mercado de câmbio e capitais internacionais no tocante aos procedimentos relativos ao registro de operações de câmbio interbancárias eletrônicas", abre a possibilidade de negociação eletrônica no mercado interbancário de câmbio, explicou o Banco Central. Hoje, as negociações nesse segmento são feitas por telefone. O modelo eletrônico ainda está em discussão com o mercado e não tem prazo para implementação. A idéia em estudo é que seja criado um ambiente de negócios eletrônicos sem a identificação das contrapartes (compra e venda), o que é chamado de tela cega.O BC explica que a nova sistemática ocorreria da seguinte forma: as instituições lançariam ofertas de compra e venda e o sistema faria o casamento das ordens, sem que os ofertantes conheçam suas contrapartes. As operações seriam registradas por meio de mensagem eletrônica. As instituições em seguida confeririam as operações e retransmitiriam eletronicamente ao BC, que faria a identificação e geraria os contratos de câmbio no Sistema de Informações do Banco Central (Sisbacen).O modelo em discussão visa, de acordo com o BC, melhorar o ambiente de negócios e desenvolver cada vez mais o mercado interbancário de câmbio. Apesar disso, quem quiser poderá continuar operando no sistema antigo, por telefone.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.