BC compra dólares para diminuir oscilação

O elevado preço pago pelo Santander na compra do Banespa fez com que a cotação do dólar despencasse no início dessa manhã. Na mínima do dia chegou a ser cotado a R$ 1,8960 na ponta de venda dos negócios. Para conter o movimento de baixa, o Banco Central (BC) promoveu um leilão de compra de moeda norte-americana, o que reverteu a tendência. No início da tarde, o dólar era vendido a R$ 1,9260 - alta de 0,42% em relação aos últimos negócios de ontem.O diretor de política monetária do BC, Luiz Fernando Figueiredo, afirmou que o objetivo da instituição com o leilão é de diminuir a oscilação no mercado de câmbio, que foi provocada pela perspectiva de entrada de US$ 3,6 bilhões a US$ 3,7 bilhões a serem pagos pelo Santander na compra do Banespa. Figueiredo reafirmou a política de câmbio flutuante no País. Porém, alguns operados interpretaram a ação do BC como um sinal informal de que o dólar não pode ficar abaixo de R$ 1,90.O mercado cambial também se mostra um pouco mais aliviado diante da situação na Argentina. O governo De la Rúa obteve ontem um acordo com os governadores de províncias, o que melhora a perspectiva de que o país possa receber futuramente uma ajuda do FMI. O secretário de Finanças da Argentina, Daniel Marx, disse hoje em teleconferência realizada pela Agência Estado que espera a concretização do apoio externo até o final do ano.No mercado de juros, os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 17,610% ao ano, frente a 17,550% ao ano registrados ontem. Na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), os negócios estão em leve alta de 0,74% .

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.