Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

BC cria comitê para concentrar regulação dos mercados

O Banco Central anunciou nesta quarta-feira a criação do Comitê de Estabilidade Financeira (Comef), instância que concentrará as ações do órgão em fiscalização e regulação dos mercados financeiros.

REUTERS

18 de maio de 2011 | 19h14

O BC afirmou que a criação do comitê estava sendo estudada desde o início da gestão do presidente Alexandre Tombini e que ocorre num momento em que aumentam no mundo os desafios da estabilidade financeira e se intensificam a internacionalização dos bancos brasileiros e o interesse de instituições estrangeiras pelo mercado local.

"O Banco Central tem sido chamado cada vez mais a participar da formulação da regulação financeira global. É bom que a gente esteja cada vez mais organizado para participar disso de uma forma eficaz", afirmou o diretor de fiscalização da autoridade monetária, Anthero Meirelles.

Em comunicado, o BC informou que o Comef também terá a missão de representação em fóruns nacionais e internacionais, e no relacionamento da autarquia com outras entidades detentoras de informações úteis à manutenção da estabilidade financeira.

O comitê será responsável ainda por alocar responsabilidades entre as unidades internas envolvidas e também contratar estudos, pesquisas sobre o assunto.

Anthero negou que problemas recentes enfrentados pelos bancos Panamericano e Morada tenham acelerado a implantação do Comef e destacou que o sistema financeiro do país está "fortemente capitalizado e provisionado".

"O sistema financeiro se encontra em situação extremamente confortável, extremamente sólida", afirmou.

De acordo com Anthero, o comitê não possui a prerrogativa de tomar decisões sobre regulação, incluindo medidas macroprudenciais.

Segundo a instituição, o comitê será composto pelo presidente e os diretores do BC, todos com direito a voto. Os chefes de departamentos ligados a estabilidade financeira também devem participar das reuniões bimestrais do Comef, mas sem direito a voto.

(Reportagem de Isabel Versiani e Aluísio Alves; Edição de Aluísio Alves)

Tudo o que sabemos sobre:
BACENBANCOSCOMITEATUALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.