Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

BC da Austrália eleva juro pelo 2o mês

O banco central da Austrália elevou sua taxa básica de juro pelo segundo mês seguido nesta terça-feira, em um movimento para retirar o estímulo em meio à recuperação da economia, mas foi cauteloso em não alimentar expectativas de nova alta em dezembro.

REUTERS

03 de novembro de 2009 | 07h20

O juro foi elevado em 0,25 ponto percentual, para 3,5 por cento.

"O comunicado sugere que o BC está com a mente aberta sobre pular uma alta em dezembro e então mover-se em fevereiro", disse Rory Robertson, estrategista do Macquarie. Não há reunião em janeiro.

"Eles mencionaram a força do câmbio e usaram a palavra 'gradualmente', o que significa que eles vão apertar a política a passos pequenos, mas não necessariamente em toda reunião."

Os mercados precificavam uma alta do juro para 3,75 por cento no mês que vem, mas após o comunicado desta terça-feira os juros futuros apontavam uma taxa de 3,63 por cento.

O BC australiano foi o primeiro entre as autoridades do G20 a aumentar o juro desde a crise financeira mundial.

"É interessante notar que em sua história o BC nunca aumentou juro por três reuniões seguidas", afirmou Craig James, economista-chefe do CommSec.

"Acreditamos que eles vão parar em dezembro e retomar em fevereiro, para ter tempo para avaliar o impacto das altas de juros sobre a economia."

(Por Wayne Cole)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROAUSTRALIABACEN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.