BC da China corta juro pela 3ª vez em seis semanas

Banco Central não informou as razões para o novo corte na taxa de empréstimos, que fica agora em 6,66%

Reuters,

29 Outubro 2008 | 09h24

O Banco Central da China cortou sua taxa básica de juro e a taxa incidente sobre depósitos em 0,27 ponto percentual nesta quarta-feira, 29, o terceiro corte promovido pela autoridade monetária chinesa em seis semanas.   Veja também: Veja os reflexos da crise financeira em todo o mundo Veja os primeiros indicadores da crise financeira no Brasil Lições de 29 Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Especialistas dão dicas de como agir no meio da crise Dicionário da crise    Os custos dos empréstimos bancários de um ano vão cair para 6,66%, ante 6,93%, enquanto a taxa básica de juro dos depósitos de um ano caiu para 3,60%, ante 3,87%, informou o Banco Popular da China.   As novas taxas entram em vigor na quinta-feira, informou o BC em seu site na Internet. O BC não disse quais foram as razões que levaram ao corte das taxas.

Mais conteúdo sobre:
Crise Financeira Crise nos EUA China

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.