BC da China reduz taxas de juros de referência

O Banco do Povo da China (PBOC) decidiu reduzir as taxas de juros de referência nesta sexta-feira, em um movimento surpreendente após meses de enfraquecimento da atividade econômica. A última vez que o banco cortou juros foi em julho de 2012.

LUCAS HIRATA, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRES E MARKET NEWS INTERNATIONAL, Estadão Conteúdo

21 de novembro de 2014 | 09h23

O PBOC reduziu a taxa de juros de empréstimo de um ano em 0,4 ponto porcentual para 5,6% e cortou a taxa de juros de depósito de um ano em 0,25 ponto porcentual para 2,75%. A autoridade monetária chinesa também deu mais flexibilidade para a taxas de depósito, ao permitir que bancos ofereçam até 1,2 vez o nível da taxa de referência, de 1,1 vez anteriormente.

O corte na taxa de empréstimo deve ajudar a estimular a concessão de crédito na economia chinesa em meio a sinais de desaceleração. Muitos economistas acreditam que a China deve ficar aquém de sua meta de crescimento econômico anual de cerca de 7,5%.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinajurosreferênciaredução

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.