BC da Coréia do Sul mantém taxa de juros em 5%

O Banco da Coréia do Sul, (BOK, o banco central do país), decidiu nesta quinta-feira manter a taxa de juros inalterada em 5%, mas demonstrou preocupação sobre os riscos do aumento da inflação para economia, elevando a especulação de que o banco irá apertar o crédito no final do ano.O BOK disse que sua política monetária estará focada no controle das expectativas de inflação, tendo em vista a alta dos preços ao consumidor que atingiram o mais alto patamar em sete anos em maio, conduzida pela elevação nos preços globais do petróleo. O banco central disse que a alta da inflação representa um maior risco para a economia do que uma potencial desaceleração no crescimento.O BOK disse que, por causa das exportações robustas, a pressão de queda na economia está "se materializando gradualmente", apesar do enfraquecimento do consumo e dos investimentos.O Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) subiu 4,9% em maio, em bases anualizadas, a maior alta desde junho de 2001, quando o índice avançou 5%. A leitura de maio ultrapassou o alvo da meta do BOK, de 2,5% a 3,5%, pelo sexto mês consecutivo. As informações são da Dow Jones

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.