BC da Coreia do Sul vai ajudar o governo a estabilizar o câmbio

Dólar disparou em relação ao won nesta terça por causa das tensões com a Coreia do Norte

Álvaro Campos, da Agência Estado,

25 de maio de 2010 | 13h25

O banco central da Coreia do Sul, o Bank of Korea (BOK), vai cooperar com o governo para estabilizar os mercados financeiros, que foram sacudidos nesta terça-feira pelas crescentes tensões com a Coreia do Norte, disse Lee Ju-yeol, vice-governador sênior do BOK.

"A disparada do dólar em relação ao won hoje foi exagerada. A incerteza no mercado de câmbio não vai durar muito", afirmou Ju-yeol, durante uma reunião de emergência de autoridades seniores convocada para discutir a volatilidade do mercado.

"As autoridades vão tentar evitar os movimentos unidirecionais do câmbio", disse Ju-yeol, acrescentando que o mercado de bônus relativamente estável reflete a confiança dos investidores nos fundamentos do país.

Os mercados financeiros da Coreia do Sul caíram no começo desta terça-feira, levando as ações a uma mínima de seis meses e o won para uma mínima de quase um ano, depois que um informe de que a Coreia do Norte ordenou suas tropas a se prepararem para o combate na semana passada assustou os investidores. Na segunda-feira o governo sul-coreano formalmente culpou a Coreia do Norte de ter afundado um navio de guerra seu em março. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.