BC da Hungria corta taxa de juro em 0,25 ponto porcentual, para 5,75%

Redução pretende dar impulso à economia do país, que passa por pior crise em duas décadas 

Danielle Chaves, da Agência Estado,

22 de fevereiro de 2010 | 11h00

O conselho de política monetária do Banco Nacional da Hungria, o banco central do país, cortou a taxa básica de juros em 0,25 ponto porcentual, de 6,00% para a mínima histórica de 5,75%, em linha com as expectativas dos analistas.

 

O corte foi feito apesar de uma aceleração mais rápida do que se esperava na inflação em janeiro e pretende dar impulso à economia do país, que está lidando com a pior crise desde que o país se tornou uma economia de mercado, há quase duas décadas. "A inflação foi em boa parte movida por fatores extraordinários", afirmou o banco UniCredit em uma nota.

 

Economistas consultados pela Dow Jones concordavam que a Hungria cortaria sua taxa básica de juros em 0,25 ponto porcentual novamente, depois de um corte do mesmo tamanho em janeiro. No entanto, os economistas acreditam que o espaço para novos cortes pode ser limitado pela contínua preocupação com a economia da Europa e pela aproximação das eleições gerais na Hungria, em abril. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
BC, Hungria, taxa de juro, corte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.