Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

BC da Rússia sobe juros pela primeira vez desde 2008

O Banco Central da Rússia apertou a política monetária pela primeira vez desde 2008 ao elevar a taxa de depósito no overnight em 0,25 ponto porcentual nesta manhã, para 2,75%, com efeito a partir de segunda-feira. A taxa de refinanciamento de referência foi mantida na mínima histórica de 7,75%. "Os riscos de inflação continuam moderados, mas precisam de maior atenção das autoridades", afirmou o banco em um comunicado.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

24 de dezembro de 2010 | 11h33

As expectativas de taxas de juros mais altas foram alimentadas por uma combinação de sólido crescimento econômico em novembro e aumento da inflação, que se acelerou na última semana, quando uma enxurrada de gastos orçamentários de fim de ano atingiu a economia. A inflação agora está em 8,4% no acumulado do ano.

Autoridades do banco central haviam indicado anteriormente que gostariam de reduzir a diferença entre as várias taxas de juros. "Tanto os preços ao produtor quanto ao consumidor continuam se acelerando, causando necessidade de aperto na política monetária", afirmou o analista Alexander Morozov, do HSBC. "Diante de tal cenário, algum aperto não deve prejudicar o crescimento industrial, já que no momento todas as taxas são negativas em termos reais", acrescentou. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaBCjurosinflaçãoeconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.