seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

BC da Turquia diz que mantém política monetária flexível

O Banco Central da Turquia afirmou nesta quinta-feira, 30, que manterá sua política monetária flexível devido ao clima econômico global incerto e usará ferramentas para assegurar a estabilidade dos preços e estimular o crescimento econômico.

SÍLVIA VOLPINI, ESPECIAL PARA A AGÊNCIA ESTADO, Agencia Estado

30 de maio de 2013 | 13h13

Em uma tentativa de reequilibrar a economia volátil do país, o presidente do banco central turco, Erdem Basci, lançou mão de alguns controversos instrumentos de política monetária, incluindo um corredor de taxas de juros, taxas de referência, mudanças nas reservas compulsórias, gestão de liquidez e meta de câmbio.

Em relatório semestral de estabilidade financeira, o banco central disse que os cortes das taxas de juros foram estimulados por fortes fluxos de capitais e têm o objetivo de alavancar o crescimento econômico. O banco central disse ainda que um limite máximo para a taxa de juros mensal cobrada pelos bancos turcos no cheque especial vai impulsionar a atividade econômica.

Na última segunda-feira, o banco central reduziu à metade - para 2,2% - o limite das taxas de cheque especial mensais cobradas pelos bancos, em um movimento para diminuir as taxas de empréstimos comerciais.

Em 16 de maio, o Banco Central ampliou o ciclo de flexibilização da política monetária ao cortar as taxas de juros em 0,50 ponto porcentual, para 4,5%. O chamado corredor da taxa de juros do banco central, cujas taxas variam em uma base diária, também foi reduzido a um intervalo de 3,5% a 6,5%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
TurquiaBCpolítica monetária

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.