BC: déficit em conta é o pior para um mês de julho

O déficit em conta corrente registrado em julho deste ano, de US$ 4,499 bilhões, é o pior para os meses de julho desde o início da série histórica do Banco Central (BC), de acordo com dados divulgados hoje. Antes do mês passado, o pior julho até então era o de 1997, quando o déficit em transações correntes havia somado US$ 3,072 bilhões. Ainda de acordo com a série histórica, o pior mês registrado até hoje é o de dezembro de 2009, quando o rombo das contas externas somou US$ 5,950 bilhões.

FABIO GRANER E FERNANDO NAKAGAWA, Agencia Estado

23 de agosto de 2010 | 12h52

O chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, informou que prevê, para o mês de agosto, um déficit em conta corrente de US$ 2,5 bilhões. Para o Investimento Estrangeiro Direto (IED), Altamir estima uma entrada líquida de US$ 2,2 bilhões. Em agosto, até hoje, o IED soma US$ 1,7 bilhão.

Dólares

O fluxo cambial em agosto até a última quinta-feira, dia 19, é positivo em US$ 988 milhões, segundo informou Altamir Lopes. O fluxo comercial no período está negativo em US$ 1,653 bilhão, resultado de exportações de US$ 8,233 bilhões e importações de US$ 9,886 bilhões. O fluxo financeiro, por outro lado, é positivo em US$ 2,641 bilhões, resultado de entradas de US$ 17,698 bilhões e saídas de US$ 15,057 bilhões. O chefe do Departamento Econômico do BC informou ainda que a autoridade monetária adquiriu neste mês US$ 2,691 bilhões no mercado à vista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.