finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

BC: déficit nominal cai para R$ 9,1 bi em setembro

O setor público registrou em setembro déficit nominal de R$ 9,171 bilhões, segundo dados divulgados hoje pelo Banco Central (BC). O valor é menor que o resultado nominal verificado em agosto, quando as contas públicas acumularam saldo nominal negativo de R$ 17,101 bilhões. O resultado, porém, sinaliza reversão quando comparado a setembro de 2010, mês em que o setor público registrou superávit nominal de R$ 11,998 bilhões.

ADRIANA FERNANDES E FERNANDO NAKAGAWA, Agencia Estado

31 de outubro de 2011 | 11h03

Segundo o BC, a maior contribuição do déficit nominal no mês passado foi gerado pelo governo central, que terminou setembro com saldo nominal negativo de R$ 5,472 bilhões. Já os governos regionais contribuíram com déficit nominal de R$ 3,341 bilhões. E as empresas estatais terminaram o mês com nominal negativo de R$ 357 milhões.

No acumulado de janeiro a setembro de 2011, o setor público registrou déficit nominal de R$ 72,838 bilhões, o equivalente a 2,43% do Produto Interno Bruto (PIB). Em igual período de 2010, o déficit nominal era menor, totalizando R$ 64,266 bilhões ou 2,40% do PIB.

Nos últimos 12 meses até setembro, o déficit nominal soma R$ 102,245 bilhões ou 2,57% do PIB. O resultado acumulado nesse período é bem pior que o observado até agosto, quando o nominal em 12 meses era de R$ 81,076 bilhões ou 2,05% do PIB. A piora nos números de um mês para o outro pode ser explicada pela retirada da Petrobras, que há um ano (em setembro de 2010) realizou operação de capitalização de cerca de R$ 30 bilhões, o que favoreceu as contas públicas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.