Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

BC: déficit nominal é de R$ 6,949 bi em março

O setor público registrou um déficit nominal de R$ 6,949 bilhões em março, segundo dados divulgados hoje pelo Banco Central (BC). No mesmo mês de 2010, o saldo negativo, após o pagamento de juros, havia sido de R$ 17,168 bilhões. No mês passado, o governo central (Previdência Social, Banco Central e Tesouro Nacional) registrou déficit nominal de R$ 3,969 bilhões. Já os governos regionais apresentaram resultado negativo de R$ 2,051 bilhões e o conjunto de empresas estatais, déficit de R$ 928 milhões.

CÉLIA FROUFE E FABIO GRANER, Agencia Estado

29 de abril de 2011 | 11h23

O superávit primário representa a economia para o pagamento dos juros da dívida pública. Já o resultado nominal é obtido após o pagamento dos juros da dívida. Quando ele é negativo, isso indica que o superávit primário não foi suficiente para pagar todos os juros - em consequência, a dívida pública aumenta.

No primeiro trimestre do ano, o setor público acumula resultado negativo de R$ 19,683 bilhões, o que corresponde a 2,10% do Produto Interno Bruto (PIB). No mesmo período do ano passado, o saldo havia ficado negativo em R$ 26,301 bilhões (3,15% do PIB). Ainda em relação aos primeiros três meses de 2011, o governo central apresentou déficit nominal de R$ 14,863 bilhões (1,59% do PIB), enquanto os governos regionais tiveram resultado negativo de R$ 3,425 bilhões (0,37% do PIB) e as empresas estatais, de R$ 1,394 bilhão (0,15% do PIB).

No acumulado dos 12 meses encerrados em março, o déficit nominal do setor público é de R$ 87,055 bilhões (2,31% do PIB). Nos 12 meses encerrados em fevereiro, o resultado negativo era de R$ 97,274 bilhões (2,60% do PIB). O governo central registrou, em 12 meses, déficit nominal de 38,967 bilhões (1,03% do PIB). Os governos regionais acumularam saldo negativo no período de R$ 46,079 bilhões (1,22% do PIB) e as empresas estatais, de R$ 2,010 bilhões (0,05%).

Gasto com juros

O setor público registrou em março gasto com juros de R$ 20,549 bilhões, de acordo com os dados divulgados hoje pelo BC. O governo central teve, no período, despesa de R$ 13,645 bilhões com juros, os governos regionais, de R$ 6,487 bilhões, e as empresas estatais, de R$ 417 milhões.

No primeiro trimestre de 2011, a despesa com juros do setor público somou R$ 58,945 bilhões, o equivalente a 6,30% do PIB. Mais uma vez, o governo central se destaca, com gastos de R$ 40,876 bilhões (4,37% do PIB), seguido dos governos regionais, com R$ 17,072 bilhões (1,83% do PIB) e das estatais, com R$ 996 milhões (0,11% do PIB).

Nos 12 meses encerrados em março, a conta de juros do setor público registra gasto de R$ 208,913 bilhões, o correspondente a 5,53% do PIB. Até fevereiro, o saldo em 12 meses era de R$ 205,373 bilhões (5,50% do PIB). O governo central teve nos 12 meses terminados em março gasto de R$ 134,778 bilhões (3,57% do PIB), os governos regionais, de R$ 71,182 bilhões (1,89% do PIB), e as estatais, de R$ 2,953 bilhões (0,08% do PIB).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.