BC do Canadá fará dois leilões de US$ 2 bi cada

O Banco do Canadá (o BC canadense) anunciou que fará dois leilões de compra e revenda a termo nas próximas semanas, como parte do esforço conjunto dos bancos centrais anunciado hoje para responder às pressões de liquidez nos mercados de crédito. O BC canadense disse que irá fazer dois leilões de 2 bilhões de dólares canadenses (US$ 2,004 bilhões) cada, totalizando pouco mais de US$ 4 bilhões, em acordos de compra e revenda para 28 dias, em 20 de março e 3 de abril. A lista de títulos elegíveis para essas operações inclui títulos emitidos pelo governo do Canadá; títulos garantidos pelo governo do Canadá, incluindo bônus hipotecários canadenses e títulos atrelados a hipotecas NHA com quantia mínima de 75 milhões de dólares canadenses; títulos emitidos ou garantidos por um governo de província; notas de depósito de aceitação bancária e ao portador, com termo remanescente com vencimento de no máximo 180 dias. Segundo o banco, operações adicionais serão revisadas de acordo com as condições dos mercados financeiros. Dentro da ação coordenada dos bancos centrais, o Federal Reserve (Fed, o BC dos EUA), o Banco da Inglaterra (BoE, o BC inglês), o Banco Central Europeu (BCE) e o Banco Nacional Suíço também anunciaram medidas específicas. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.