portfólio

E-Investidor: qual o melhor investimento para 2020?

BC do Japão decide manter juros em 0,1%

Banco aumentou a quantia mensal que poderia adquirir de bônus do governo a longo prazo a US$ 18,225 bi

Efe,

18 de março de 2009 | 02h17

O Banco do Japão (BOJ, autoridade monetária) manteve nesta quarta-feira, 18, a taxa básica de juros em 0,1%, pelo terceiro mês seguido, ao término de uma reunião de dois dias em Tóquio, conforme era esperado pelos analistas.

 

linkDe olho nos sintomas da crise econômica especial

linkDicionário da crise especial

linkLições de 29

linkComo o mundo reage à crise especial

 

A decisão foi adotada por unanimidade pelos oito membros do comitê monetário do BC japonês, que se reuniu para analisar medidas contra a crise, perante a deterioração geral da situação econômica no Japão.

 

Segundo informou a agência de notícias local Kyodo, o BOJ decidiu aumentar a quantia mensal que poderia adquirir de bônus do governo a longo prazo a 1,8 trilhão de ienes (US$ 18,225 bilhões), para assim impulsionar a liquidez nos mercados.

 

O limite mensal para a compra de bônus do governo a longo prazo antes era de 1,4 trilhão de ienes (US$ 14,175 bilhões).

 

A economia japonesa está em recessão desde 2008 e no último trimestre do ano teve contração de 12,1%, a maior em 35 anos.

 

Perante a situação, o BOJ aprovou uma série de medidas de emergência, como a compra de ações de empresas propriedade de entidades bancárias, para assim reduzir o risco de perdas vinculadas à queda em bolsas de valores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.