carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

BC do Japão descarta 'Operação Twist' e manterá política

O Banco do Japão (banco central) está pronto para manter a política de afrouxamento monetário pelo tempo que for necessário para superar a deflação e dar suporte à economia, embora uma "Operação Twist", no estilo da do Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos) para limitar os yields de longo prazo não seja necessária, disseram formuladores de política monetária nesta quarta-feira.

REUTERS

28 de março de 2012 | 07h37

A economia do Japão deve registrar uma recuperação modesta, mas continua a enfrentar riscos derivados das incertezas globais, incluindo o recuo econômico, a alta dos preços do petróleo e a desaceleração chinesa, disse o membro do conselho de política monetária do BC japonês Ryuzo Miyao.

O vice-presidente do banco, Kiyohiko Nishimura, também se mostrou cauteloso em relação a ações mais ousadas para estimular a economia, como o aumento das compras de títulos de longo prazo ou a adoção de uma "Operação Twist". Ele afirmou ainda que o aumento do imposto sobre vendas não afetará sua política.

Com a "Operação Twist", o Fed dos Estados Unidos reequilibra seu portfólio com títulos de longo prazo para reduzir os yields de longo prazo. Ele também vende títulos de curto prazo e compra os de longo, neutralizando o efeito em seu balanço.

Nishimura disse ao parlamento que o Japão não deve adotar tal política pois corre o risco de desestabilizar mercados e elevar yields de médio e longo prazo. Concordando com isso, Miyao disse que a estrutura atual que afeta toda a curva de yield é efetiva em manter frouxas as condições monetárias.

(Reportagem de Leika Kihara e Rie Ishiguro)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROJAPAOPOLITICA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.