BC do Japão mantém juros entre zero e 0,1% ao ano

Os membros do conselho diretor do Banco do Japão (BOJ, o banco central japonês) votaram unanimemente pela manutenção da taxa básica de juros entre 0,0% e 0,1% ao ano. A instituição também deu detalhes da linha de crédito especial criada no começo deste mês para facilitar o fluxo de capital para as regiões atingidas pelo terremoto de 11 de março, que foi seguido por um tsunami.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

28 de abril de 2011 | 11h14

Sob o programa, o BOJ vai oferecer 1 trilhão de ienes (US$ 12 bilhões) em empréstimos de um ano com juro de 0,1% para empresas financeiras com filiais nas áreas afetadas. O conselho do banco central decidiu na reunião que cada banco participante poderá tomar emprestado um máximo de 150 bilhões de ienes. As solicitações para os recursos deverão ser feitas até o fim de outubro deste ano.

Em um movimento inesperado, o BOJ informou que o vice-presidente da instituição, Kiyohiko Nishimura, propôs na reunião que o tamanho do programa de compra de ativos do banco central fosse expandido para 15 trilhões de ienes, dos atuais 10 trilhões de ienes. A proposta foi rejeitada pela maioria dos votos, segundo o BOJ. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoterremotojurosBOJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.