BC do Japão mantém política monetária e melhora visão sobre gastos de capital

O banco central do Japão deixou inalterada a política monetária nesta quarta-feira e melhorou sua avaliação sobre gastos de capital, sinalizando confiança de que seu agressivo estímulo monetário está ajudando a ampliar a recuperação na terceira maior economia do mundo.

Reuters

21 de maio de 2014 | 07h24

Como esperado, o BC votou por unanimidade para manter sua promessa de elevar a base monetária a um ritmo anual de 60 trilhões a 70 trilhões de ienes (592-691 bilhões de dólares).

"Os gastos de capital aumentaram moderadamente uma vez que os lucros corporativos melhoraram", disse o BC em comunicado anunciando a decisão de política.

Ele manteve sua visão sobre a economia, dizendo que ela continua a se recuperar moderadamente como tendência.

O BC japonês tem mantido sua política desde que lançou um intenso estímulo em abril passado, quando prometeu acelerar a inflação para 2 por cento em cerca de dois anos através de agressivas compras de ativos em um país mergulhado em deflação há 15 anos.

Reportagem de Leika Kihara e Stanley White

Tudo o que sabemos sobre:
MACROJAPAOBC*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.