BC do Japão mantém política monetária por unanimidade

O Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) manteve por unanimidade a política monetária, cuja principal característica é a aceleração da base monetária em 60 trilhões de ienes a 70 trilhões de ienes por ano, e também manteve a avaliação de que a economia está se "recuperando moderadamente".

AE, Agencia Estado

11 de março de 2014 | 00h34

Durante o encontro, que durou dois dias, o conselheiro Takahide Kiuchi propôs flexibilizar a meta de inflação estável de 2%. Kiuchi novamente propôs que a estabilidade inflacionária fosse alcançada no médio a longo prazo e designou a atual política de alívio como uma medida intensiva por um período de cerca de dois anos, mas o plano foi rejeitado por todos os outros oito membros do conselho.

O comunicado do BoJ também informou que a economia continua a se recuperar moderadamente, mas ressaltou que as exportações dão sinais de estabilização. No mês passado, a avaliação era de que as vendas para o exterior estavam em geral se acelerando.

O conselho da autoridade monetária também destacou que o investimento das empresas em capital fixo se tornou "cada vez mais evidente" à medida que os lucros melhoraram. Da mesma forma, a produção industrial está aumentando a um ritmo "de certo modo acelerado", enquanto a avaliação anterior utilizava o termo "moderado". Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãoboj

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.