Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

BC do Japão mantém taxa de juro próxima de zero

O conselho de política monetária do Banco do Japão (BoJ, banco central) decidiu hoje manter sua política monetária frouxa, pois ainda está examinando o impacto de suas "abrangentes medidas de alívio monetário", anunciadas em outubro. O conselho decidiu por unanimidade, ao fim da reunião de dois dias, deixar a taxa básica de juros ("overnight call loan rate") na faixa de zero a 0,1% ao ano.

HÉLIO BARBOZA, Agencia Estado

21 de dezembro de 2010 | 08h48

"O banco continuará a examinar cuidadosamente a perspectiva para a atividade econômica e para os preços e tomará uma ação de política de forma apropriada", disse o comunicado do BoJ.

A decisão veio num momento em que o mercado de câmbio, uma área de preocupação, ficou relativamente estável e depois que a mais recente pesquisa Tankan sobre o sentimento corporativo mostrou sinais positivos na economia. Como os resultados da reunião já eram esperados, não houve grande reação nos mercados financeiros.

O BoJ também manteve sua avaliação sobre a economia em geral, dizendo que ela "mostra sinais de uma recuperação moderada, mas que a recuperação parece estar em pausa". No entanto, o banco exibiu opiniões divergentes sobre alguns elementos econômicos importantes.

O banco central disse que "a produção recentemente teve um leve declínio e que o sentimento empresarial também se enfraqueceu um pouco, particularmente no setor industrial", ao passo que as "condições financeiras mostram sinais de melhora", tais como os decréscimos nos custos de financiamento às empresas e a melhora na disposição dos bancos para emprestar. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
juroJapãoBCBoJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.