Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

BC do Japão volta a flexibilizar política monetária

O Banco Central do Japão decidiu flexibilizar novamente a política monetária para acalmar o instável mercado acionário e de moedas estrangeiras e diante da grande incerteza sobre o comportamento futuro da economia. A mudança vem na sequência do socorro financeiro anunciado no fim de semana pelo governo ao quinto maior banco do país, o Resona Bank, o qual causou desconforto nos mercados e no sistema financeiro. O BC ampliou sua meta de liquidez, avaliada pela conta de balanço, para a margem de 27 trilhões de ienes a 30 trilhões de ienes. A meta havia sido elevada para entre 22 trilhões a 27 trilhões na reunião anterior, em 30 de abril. A maior parte dos economistas esperava que o BC não alterasse a meta. O BC alertou que a "atividade econômica no Japão permanece estável, mas que as incertezas em relação as perspectivas futuras aumentaram". "As incertezas provenientes da recuperação econômica nos EUA e na Europa, assim como o impacto proveniente da Sars nos países ao oeste da Ásia, somam-se a instabilidade nos mercados acionários e do câmbio, as quais prejudicam as perspectivas futuras".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.