finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

BC do Reino Unido mantém taxa de juro em 0,5% ao ano

Banco eleva o programa de compra de bônus em outros 25 bilhões de libras para apoiar recuperação

NATHÁLIA FERREIRA, Agencia Estado

05 de novembro de 2009 | 10h37

O Comitê de Política Monetária do Banco da Inglaterra (BoE) decidiu nesta quinta-feira, 5, manter a taxa básica de juro no nível histórico de 0,50% ao ano, conforme previsto, e elevar o programa de compra de bônus em outros 25 bilhões de libras, para 200 bilhões de libras, em meio a sinais divergentes sobre a saúde da economia britânica.

 

Veja também:

especialUm ano após auge da crise, economia se recupera

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialDicionário da crise 

especialComo o mundo reage à crise

A extensão do programa de afrouxamento quantitativo era esperada por economistas, que estavam relativamente divididos sobre o tamanho do aumento. No comunicado, o BoE disse que vê lenta recuperação da economia e que a substancial margem de capacidade ociosa deve persistir, com os elevados níveis de dívida devendo pesar sobre os gastos. O comunicado mencionou ainda que a compra de bônus demorará três meses para ser concluída e que o tamanho do programa será mantido sob revisão.

Muitos analistas esperam que a ata deste encontro, que será publicada em 18 de novembro, mostre o comitê dividido sobre a decisão de estender ou não as medidas de afrouxamento. Em agosto, quando o comitê votou por aumentar o programa em 50 bilhões de libras, o presidente do BoE, Mervyn King, e dois membros desejavam uma ampliação maior, de 75 bilhões de libras. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino UnidojurosBoE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.