BC dos EUA ainda não definiu quando elevará os juros

As autoridades do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) não possuem um cronograma específico para dar início ao aperto na política monetária dos EUA, afirmou o presidente da instituição, Ben Bernanke, durante uma aguardada entrevista coletiva hoje. Ele acrescentou que o banco central norte-americano continuará acompanhando a inflação e o nível de emprego, assim como a necessidade de elevar as taxas de juros.

GUSTAVO NICOLETTA, Agencia Estado

27 de abril de 2011 | 16h20

Segundo Bernanke, as condições econômicas atuais, incluindo o aumento "transitório" nos preços das commodities, não justificam mudanças na política monetária. "Não sabemos com certeza qual será a velocidade necessária para uma resposta", avaliou.

Bernanke disse que o Federal Reserve continua prevendo um nível alto de desemprego nos EUA e um ritmo lento de criação de vagas. Ele acrescentou que a alta nos preços das commodities deve ser temporária e que a inflação deve voltar a um nível aceitável conforme o ritmo de avanço dos preços das matérias-primas diminuir. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
jurospolítica monetáriaFedBernanke

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.