BC e Febraban reconhecem dificuldades no crédito

O Banco Central (BC) e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) reconhecem que o mercado de crédito ainda enfrenta dificuldades. ?A concessão de crédito doméstico, de maneira geral, já se normalizou, porém alguns setores ainda enfrentam restrições?, diz nota enviada ao Estado pelo BC. ?A razão é que empresas que tomavam crédito no exterior passaram a demandar crédito doméstico.?O presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Fabio Barbosa, segue a mesma linha. ?Grandes empresas brasileiras que captavam no exterior (como Vale, Petrobrás) agora pegam dinheiro no mercado doméstico?, afirmou. ?O crédito voltou, mas não como antes. Não vai ser como antes. O mundo está desacelerando e falta dinheiro?, ponderou. Na avaliação do BC, duas medidas já adotadas pelo governo devem amenizar o problema. A primeira delas é o uso das reservas cambiais para financiar a rolagem da dívida privada externa, até um limite estimado em US$ 36 bilhões.A outra medida diz respeito à liberação de US$ 19,3 bilhões em linhas para exportação. ?A crise de crédito internacional atingiu todo o mundo, incluindo o Brasil. Mas a fase aguda se deu no mês de outubro?, sustenta o BC. O Estado apurou que a autoridade monetária não descarta a implementação de novas medidas, caso identifique gargalos no mercado cuja origem esteja desconectada da conjuntura instável. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.