BC eleva alíquota de depósitos compulsórios a prazo para 15%

O Banco Central reverteu parcialmente nesta quarta-feira a flexibilização do recolhimento de depósitos compulsórios promovido no auge da crise global financeira.

REUTERS

24 de fevereiro de 2010 | 18h56

A alíquota de recolhimento dos recursos a prazo, que estava em 13,5 por cento, voltou a ser de 15 por cento.

As alíquotas das exigibilidades adicionais foram elevadas para 8 por cento para os depósitos à vista e a prazo. Elas tinham sido reduzidas para 5 por cento e 4 por cento, respectivamente em 2008.

As medidas ampliam em 71 bilhões de reais os valores a serem recolhidos. Durante a crise, haviam sido liberado 99,8 bilhões de reais.

(Reportagem de Isabel Versiani)

Tudo o que sabemos sobre:
BACEN, COMPULSORIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.