BC eleva projeção de alta dos investimentos para 11,9%

A estimativa de crescimento da Formação Bruta de Capital Fixo, uma medida de investimentos, no Brasil neste ano cresceu de 10,4% para 11,9%, mostra o Relatório Trimestral de Inflação divulgado hoje pelo Banco Central. Com essa expansão, a contribuição do investimento no Produto Interno Bruto (PIB) cresceu de 1,8 ponto porcentual para 2,1 pontos. A comparação ocorre entre o documento divulgado hoje e o relatório de dezembro de 2007.Com relação ao consumo das famílias, a expectativa de expansão cresceu de 5,9% para 6,8%. Com isso a participação das famílias no PIB aumentou de 3,6 pontos para 4,2 pontos. Já o consumo do governo deve crescer 3,7%, previsão idêntica à registrada no relatório anterior. Sem alteração, a contribuição para a alta do PIB permaneceu em 0,7 ponto.A expectativa de aumento do consumo total cresceu de 5,4% para 6,1%. Com isso, a participação no consumo subiu de 4,3 pontos para 4,9 pontos.Com relação ao comércio exterior, o relatório mostra que a expectativa de crescimento das exportações é de 4,2%, ante previsão anterior de 6,6%. Já as importações devem ter aumento de 23,1%, ante projeção anterior de alta de 22,4%. Com essa variação, a participação das exportações no PIB caiu de 1 ponto para 0,6 ponto e a das importações passou de 2,8 pontos negativos para 2,9 pontos negativos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.