BC eleva projeção de inflação de 2008 para 4,6%

O Banco Central elevou a projeção para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no Relatório Trimestral de Inflação divulgado hoje. No documento, o cenário de referência sinaliza alta de 4,6% para o IPCA em 2008. No relatório anterior, de dezembro de 2007, a expectativa era de uma inflação de 4,3%. A elevação também foi registrada na expectativa para a inflação em 2009, que passou de 4,2% para 4,4%.O cenário de referência utilizado pelo BC para o Relatório de Inflação considera a taxa de juros básica da economia (Selic) em 11,25% ao ano e a taxa de câmbio em R$ 1,70 por dólar.O centro da meta de inflação definido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) é de 4,5% tanto para 2008 como para 2009. Há uma margem de tolerância nessa meta, de dois pontos porcentuais, para cima ou para baixo. Portanto, apesar de estar um pouco acima do centro da meta, a projeção de inflação do BC este ano e o próximo permanece dentro da meta determinada pelo CMN.No cenário de mercado, que leva em conta as projeções dos analistas para as taxas de câmbio e juros, a trajetória de alta também foi observada e a expectativa de variação do IPCA em 2008 subiu de 4,3% para 4,7%. Para 2009, a elevação foi de 4,7% para 4,8%.O documento também traz a expectativa de inflação acumulada em 12 meses ao final do primeiro trimestre de 2010. No cenário de referência, a expectativa é de alta de 4,3% e no cenário de mercado, a projeção central é de 4,7%.Com relação à projeção de expansão da economia, o relatório de inflação sinaliza que o Produto Interno Bruto (PIB) deve crescer 4,8% em 2008, ante previsão de 4,5% do relatório de dezembro de 2007. "Essa alteração reflete, de um lado, uma atividade econômica no último trimestre de 2007 mais intensa do que se antecipava; de outro, o fato de os indicadores disponíveis não sinalizarem desaceleração neste início de ano."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.