BC emprestou US$ 1 bi em novembro, via leilão de linha

O Banco Central informou nesta quarta-feira, 13, que o empréstimo líquido dos leilões de venda da moeda estrangeira com recompra, os chamados leilões de linha, totalizou US$ 1 bilhão em novembro até o dia 8. Com isso, o BC revela que vendeu de forma integral a oferta apresentada na primeira sexta-feira do mês, 01. Na contabilidade do BC, as operações são computadas na semana seguinte, pois a operação tem liquidação em D+2, por isso ainda não aparece o resultado do leilão realizado no dia 8, quando também foi ofertada a soma de US$ 1 bilhão.

CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

13 de novembro de 2013 | 14h13

Estas operações estão dentro do pacote de venda de dólares promovido desde o dia 23 de agosto pelo BC. Pelo programa, também são ofertados de segunda a quinta-feira US$ 500 milhões por dia em leilões de swap cambial tradicional, o que perfaz um total de US$ 3 bilhões por semana. A intenção da autarquia, conforme comunicado no dia do início do programa, é injetar cerca de US$ 100 bilhões até, pelo menos, o final do ano para promover previsibilidade aos investidores e liquidez ao mercado de câmbio.

Em outubro, o BC realizou US$ 5 bilhões em leilões de linha e, em setembro, as operações somaram liquidamente, já descontados os retornos, US$ 1,569 bilhão. Em agosto, o saldo líquido das operações com recompra foi de US$ 4,110 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
BCleilão de linhanovembro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.