BC espera que dívida do governo fique em 54% do PIB em 2004

O chefe do Departamento Econômico (Depec) do Banco Central, Altamir Lopes, previu hoje que a dívida líquida do setor público deve fechar o ano em 54% do PIB. Para ele, esse resultado, se confirmado, representará uma evolução extremamente favorável para a dívida, já que ao final de dezembro o estoque do endividamento do setor público correspondia a 58,7% do PIB. Altamir previu que a dívida deve fechar o mês de outubro num patamar de estabilidade, "com leve queda", em relação aos 53,7% do PIB registrados em setembro.Ele destacou como extremamente importante a continuidade da queda da dívida líquida. Foi o terceiro mês consecutivo de queda nominal do estoque da dívida, que caiu de R$ 948,24 bilhões em junho para R$ 940,540 bilhões em setembro. "É um resultado muito significativo. São R$ 8 bilhões de queda num trimestre", destacou Altamir.Ele informou que a relação dívida líquida do setor público e PIB fechou o mês de setembro no menor nível desde abril de 2003, quando estava em 52,7% do PIB. O chefe do Depec ressaltou que em abril do ano passado o resultado foi influenciado pelo apreciação cambial elevada de 13,8%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.