BC está mirando inflação de 5,5% para 2004, diz Meirelles

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, afirmou hoje que o governo está mirando o centro da meta de inflação de 5,5% para 2004. Segundo ele, quando se lança um dardo existe um intervalo de tolerância que visa a acomodar um erro de lançamento e no trajeto. "Se olhássemos para a margem do alvo, em vez do centro, o erro seria muito grande", disse, insistindo que o intervalo de tolerância da meta de inflação deve ser usado para eventuais problemas de percurso. Ao ser indagado se o BC estudava mudanças na política de meta inflacionária, Meirelles respondeu: "evidentemente que discussões técnicas existem o tempo todo". Mas em seguida, disse que não se consideram mudanças específicas. O regime de metas inflacionárias, segundo ele, tem dado bons resultados. Meirelles admitiu que o resultado negativo de 0,2% do PIB em 2003 preocupa porque todos querem um PIB em expansão, mas destacou que o resultado do quarto trimestre de 2003, que apontou crescimento de 6,14% sinaliza que a economia já esta reagindo. "A nossa meta é dar sustentabilidade a esse crescimento que ocorreu no último trimestre", disse. Ao ser perguntado se os efeitos negativos da crise Waldmoiro Diniz na economia já haviam se dissipado, ele respondeu que se deve olhar para os fundamentos da economia. "A economia está cada vez mais dando sinais de que a política econômica é um sucesso. Isso tem sido reconhecido em várias instâncias", afirmou.

Agencia Estado,

01 Março 2004 | 11h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.