Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

BC Europeu ainda vê riscos ao crescimento econômico

O Banco Central Europeu (BCE) disse que os riscos de pressão sobre o crescimento econômico diminuíram com o fim da guerra no Iraque, mas que permanecem os provenientes de desequilíbrios macroeconômicos fora da zona do euro e provocados pela Sars. No relatório mensal de maio, o BCE praticamente repetiu os comentários feitos na semana passada, após a reunião de política monetária. "O conselho de governadores concluiu que a política monetária permanece consistente com a preservação da estabilidade de preços no médio prazo. Ao mesmo tempo, tal política contribui para que o ambiente monetário conduza ao crescimento econômico", disse o BCE. O BC europeu acrescentou que continuará "monitorando cuidadosamente os acontecimentos futuros". O BCE estima que o fortalecimento da economia ocorrerá no fim de 2003 e obterá incentivo ao longo do ano. Sobre as perspectivas dos preços, o BCE afirmou não prever queda relevante da inflação no curto prazo, embora o CPI deva recuar para abaixo de 2% no médio prazo.

Agencia Estado,

15 de maio de 2003 | 09h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.