BC faz discurso otimista sobre inflação e nega recessão

Num discurso bastante otimista, o diretor de Política Monetária do Banco Central, Luiz Augusto Candiota, disse hoje que os dados sobre a inflação de abril até hoje mostram que há um declínio consistente. "Os resultados da política monetária apertada começam a aparecer", afirmou. Mantido esse processo, disse, poderá se dar um "ponto final" à inércia inflacionária, que ele chamou de um "fantasma".Candiota destacou que não apenas o IPCA, mas também os demais índices vêm registrando uma queda consistente de um mês para cá, o que também está ocorrendo na expectativa dos agentes financeiros sobre o futuro da inflação, tanto mensais quanto na projeção de 12 meses à frente. "É uma notícia positiva que nos alegra e nos deixa certos da direção correta da política monetária", afirmou.Sobre os efeitos danosos à atividade econômica decorrentes dos juros altos, que começa a despertar, inclusive, alguma preocupação nos investidores, Candiota disse que o País não está entrando em recessão por causa disso. "O PIB terá crescimento em 2003", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.