BC: governo economiza R$ 5,042 bi em agosto

As contas do setor público apresentaram, em agosto, um superávit primário (economia do governo para o pagamento dos juros da dívida pública) de R$ 5,042 bilhões, segundo dados divulgados hoje pelo Banco Central (BC). O valor é praticamente a metade do observado em igual mês de 2008, quando o esforço fiscal somou R$ 10,084 bilhões, mas é superior ao registrado em julho, quando atingiu R$ 3,180 bilhões.

FERNANDO NAKAGAWA E FABIO GRANER, Agencia Estado

30 de setembro de 2009 | 11h13

De acordo com o BC, o resultado do mês passado teve a contribuição positiva de R$ 3,899 bilhões do governo central e saldo, também positivo, de R$ 1,103 bilhão dos governos regionais, sendo que os Estados tiveram superávit de R$ 813 milhões. Em agosto, houve ainda superávit primário de R$ 41 milhões das empresas estatais, sendo que as companhias federais encerraram o mês com déficit primário de R$ 131 milhões.

No acumulado de janeiro a agosto, o setor público registrou superávit primário de R$ 43,477 bilhões, o equivalente a 2,21% do Produto Interno Bruto (PIB). Em igual período de 2008, o resultado somava R$ 102,854 bilhões, o correspondente a 5,42% do PIB. No acumulado dos oito primeiros meses de 2009, o superávit primário do governo central totalizou R$ 26,538 bilhões e os governos regionais tiveram primário de R$ 17,220 bilhões. Nas estatais, o período terminou com déficit primário de R$ 282 milhões, sendo que as companhias federais acumularam déficit de R$ 2,355 bilhões.

Dívida/PIB

A relação entre a dívida líquida do setor público e o Produto Interno Bruto (PIB) ficou estável em agosto, em 44%, segundo os dados do Banco Central (BC). Em termos nominais, ela somou, no mês passado, R$ 1,289 trilhão, ante R$ 1,283 trilhão em julho. Em dezembro de 2008, a dívida representava 38,8% do PIB e, em termos nominais, somava R$ 1,153 trilhão.

A dívida bruta do governo geral (governo federal, Estados e municípios, excluindo Banco Central e empresas estatais) somou, em agosto, R$ 1,952 trilhão, o equivalente a 66,6% do PIB. Em julho, essa dívida estava em R$ 1,908 trilhão (65,5% do PIB).

Tudo o que sabemos sobre:
contas públicasBC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.