BC inglês diz que setor bancário terá 'ajuste doloroso'

O setor bancário mundial enfrentará um "ajuste doloroso" nos próximos meses, disse o presidente do Banco da Inglaterra (BoE), Mervyn King. Em nota ao Comitê Seleto do Tesouro do Parlamento, King disse que "os problemas no setor financeiro permanecem conosco. O setor bancário global enfrentará um ajuste doloroso nos próximos meses, com perdas sendo reveladas e novo capital levantado para reparar os balanços dos bancos". King disse que o anúncio da semana passada feito por vários dos maiores bancos centrais do mundo, de injeção de liquidez no sistema financeiro, mostra que as autoridades monetárias estão "trabalhando juntas para tentar prevenir qualquer dificuldade aguda nas condições do crédito".As considerações de King são parte do depoimento dado hoje pela manhã relacionado à crise do Northern Rock. Segundo ele, há várias lições para se tirar da crise. A mais importante está relacionada à necessidade de reformas na legislação para criar um "regime especial de soluções" para lidar com instituições financeiras que apresentem problemas. Ele disse também que o Reino Unido precisa de acordos "seguros de depósitos confiáveis" com cobertura permanente de 100% sobre depósitos até um limite específico e compromissos de pagamento imediato e amplamente compreensíveis. King observou que a crise do Northern Rock mostra a importância da regulamentação da posição líquida dos bancos. A Autoridade de Serviços Financeiros irá publicar um estudo com discussões sobre isto amanhã. King também disse que o BC irá revisar suas operações de mercado aberto, no sentido de evitar que um banco fique estigmatizado quando toma recursos de emergência. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.