BC: ingresso externo soma US$ 1,5 bi no mês até hoje

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, informou hoje que o ingresso de investimento estrangeiro direto (IED) somou US$ 1,5 bilhão no mês de fevereiro, até hoje. Para o mês inteiro, ele prevê um ingresso de US$ 1,8 bilhão. Em janeiro, o IED foi de US$ 1,93 bilhão, de acordo com os dados divulgados hoje pelo BC.Por outro lado, os investimentos estrangeiros em ações, no mês passado, tiveram saída de US$ 542 milhões, segundo o BC. Em janeiro de 2008, o saldo havia sido negativo em US$ 3,081 bilhões. Os investimentos de estrangeiros em ações negociados no País tiveram saída de US$ 529 milhões em janeiro e nas ações brasileiras negociadas no exterior, o saldo negativo foi de US$ 13 milhões.Os investimentos em títulos de renda fixa tiveram desempenho pior no mês passado, com saída de US$ 1,801 bilhão. Em janeiro do ano passado, a renda fixa acumulou ingresso de US$ 1,312 bilhão e em dezembro de 2008, saídas de US$ 4,464 bilhões.Conta correnteAltamir Lopes afirmou que o déficit em conta corrente em fevereiro deve fechar em US$ 1 bilhão. Ele destacou que as contas externas brasileiras hoje ajustam-se muito mais rapidamente às mudanças na conjuntura internacional e de uma maneira "menos dolorida". Ele explicou que, ao contrário do que ocorria no passado, quando em crises externas o Brasil tinha sérios problemas de financiamento, hoje o ajuste externo reduz a necessidade de financiamento porque diminui, por exemplo, a remessa de lucros e dividendos e as despesas com serviço. Além disso, hoje o País não sofre com a elevação das despesas com juros."O balanço de pagamentos brasileiro tem capacidade de ajuste muito mais forte e é isso que vamos observar ao longo deste ano", disse. Altamir destacou ainda que isso ficou claro no resultado de janeiro, quando o déficit em conta corrente ficou em US$ 2,753 bilhões, significativamente inferior aos US$ 4,028 bilhões de janeiro de 2008. Altamir salientou a forte queda das remessas de lucros e dividendos em janeiro e informou que, em fevereiro até hoje, essa conta acumula saída líquida de US$ 665 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.