BC: investimento externo direto soma US$ 26,9 bi no ano

O ingresso de Investimento Estrangeiro Direto (IED) no Brasil somou, em maio, US$ 3,97 bilhões, de acordo com dados divulgados hoje pelo Banco Central. O montante foi 10,6% superior ao registrado em igual mês de 2010. No acumulado do ano, o saldo de IED é de US$ 26,955 bilhões, o equivalente a 2,74% do PIB. Em igual período do ano passado o saldo de IED foi de US$ 11,330 bilhões, o correspondente a 1,33% do PIB. No período de 12 meses encerrado em maio, o saldo de IED é de US$ 64,063 bilhões, o correspondente a 2,88% do PIB.

FÁBIO GRANER E RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

27 de junho de 2011 | 11h29

Dívida externa

A dívida externa total do País atingiu em maio US$ 284,069 bilhões, de acordo com dados estimados pelo Banco Central. A dívida de curto prazo somou US$ 50,369 bilhões e a de médio e longo prazos, US$ 233,699 bilhões. Em março, o último dado fechado pelo Banco Central, a dívida externa total somou US$ 275,947 bilhões, com a parcela de curto prazo somando US$ 57,475 bilhões e a de médio e longo prazos, US$ 218,473 bilhões.

Em abril, o BC estimava a dívida externa em US$ 282,461 bilhões, com a parcela de curto prazo somando US$ 64,333 bilhões e a de médio e longo prazos totalizando US$ 218,128 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
contas externasinvestimentoIEDBC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.