BC japonês alerta sobre perspectivas econômicas severas no país

O presidente do Banco do Japão, Masaaki Shirakawa, alertou nesta segunda-feira que a economia do país continuará em um estado severo por ora, conforme pesam a crise na Europa e a alta do iene, sinalizando que a autoridade está pronta para aumentar o estímulo monetário se preciso.

REUTERS

28 de novembro de 2011 | 07h44

Mas ele acrescentou que o Japão não pode escapar da deflação apenas imprimindo dinheiro, ressaltando que também são necessários esforços do governo e das empresas para aumentar a produtividade e novas indústrias.

Shirakawa manteve a visão de que a economia vai eventualmente voltar à recuperação moderada, impulsionada por uma sólida demanda dos emergentes, mas alertou sobre a Europa.

"Quando a incerteza sobre as perspectivas econômicas externas é alta, como é o caso agora, altas do iene podem machucar a economia japonesa, ao reduzirem as exportações e os lucros corporativos, assim como piorar a confiança empresarial", disse ele.

"A economia do Japão provavelmente ficará em um estado severo por ora, especialmente no que diz respeito às exportações."

Tudo o que sabemos sobre:
MACROJAPAOBC*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.