BC: juro bancário sobe pelo 2º mês seguido, para 37,4%

A taxa média de juros no crédito oferecido pelos bancos subiu pelo segundo mês consecutivo em fevereiro, de 37,3% para 37,4% ao ano, segundo dados divulgados hoje pelo Banco Central. Mas no acumulado de 12 meses até fevereiro, o juro médio ainda acumula redução de 1,9 ponto porcentual.Nas operações para as pessoas físicas, o juro médio subiu de 48,8% para 49% anuais. Em 12 meses, a taxa média recuou 1,8 ponto. Nas linhas de crédito para as pessoas jurídicas (empresas), a taxa também subiu, de 24,7% para 24,8% ao ano. Em 12 meses, essas linhas acumulam redução de 1,2 ponto.A elevação dos juros acompanha a subida do spread bancário - diferença entre a taxa de captação e a de empréstimo. Na média, o spread subiu de 25,7 pontos porcentuais em janeiro para 26 pontos em fevereiro. Em 12 meses, no entanto, o spread médio caiu 1,2 ponto.Nas linhas de crédito para as pessoas físicas, o spread subiu de 36,6 pontos porcentuais para 36,9 pontos em fevereiro. No acumulado de 12 meses até o mês passado, o spread dessas linhas ainda acumula redução, de 1,8 ponto. Nas operações para as empresas, o spread subiu de 13,7 pontos para 14,1 pontos no mês passado. Esse é o único segmento em que, nos 12 meses, há elevação do spread: de 0,3 ponto.InadimplênciaA taxa de inadimplência nos empréstimos bancários caiu em fevereiro, de 4,4% para 4,3%, informou o Departamento Econômico do Banco Central. No acumulado de 12 meses até o mês passado, o porcentual de operações com débitos em atraso superior a 90 dias caiu 0,7 ponto.Nas operações para as pessoas físicas, a taxa de inadimplência permaneceu estável entre janeiro e fevereiro, em 7,1%. Nos 12 meses encerrados no mês passado, o indicador teve ligeira redução de 0,2 ponto porcentual. Nas linhas de financiamento para as empresas, a inadimplência também permaneceu estável, em 2%. Em 12 meses, esse indicador acumula redução de 0,8 ponto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.