finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

BC: juro para pessoa física cai com redução do spread

Dados parciais do Banco Central mostram que a trajetória de queda dos juros nas operações de crédito permanece durante em novembro. Na prévia até o dia 9, a taxa geral de juros dos empréstimos caiu 0,2 ponto porcentual para 35,2% ao ano. O segmento de pessoa física lidera esta redução com queda de 0,5 ponto porcentual para 45,3% ao ano. Nos empréstimos dos bancos para empresas (pessoa jurídica), porém, a trajetória é inversa e houve elevação de 0,2 ponto para 23,6% ao ano.Conforme o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, a queda na taxa geral dos empréstimos pode ser atribuída à continuidade da redução dos spreads bancários. Na prévia do mês, o spread médio caiu 0,4 ponto porcentual para 24 pontos porcentuais. O spread é a diferença entre a taxa paga pelo banco na captação dos recursos e a cobrada dos clientes na efetivação do empréstimo.Para as pessoas físicas, houve diminuição de 0,7 ponto porcentual do pread bancário, para 33,8 pontos porcentuais. Para as pessoas jurídicas, houve redução de 0,1 ponto porcentual para 12,6 pontos porcentuais.Altamir também informou que o volume total das operações de crédito apresentou expansão de 2,5% até o dia 9 de novembro. Nesse caso, a expansão é liderada pelas empresas, cuja carteira cresceu 3,1%. No segmento das pessoas físicas, a expansão foi de 1,9%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.