Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

BC lançará moeda de R$ 5 em homenagem à Família Real

Já o centenário da imigração japonesa será comemorado com moeda de R$ 2, com imagem do Kasato Maru

Fernando Nakagawa, da Agência Estado,

22 de fevereiro de 2008 | 11h14

O Banco Central vai lançar duas novas moedas comemorativas em junho. Uma delas lembra o bicentenário da chegada da corte portuguesa ao Brasil e a outra faz homenagem ao centenário da imigração japonesa no País. A moeda que traz a corte portuguesa será lançada no dia 13 de junho, no Rio de Janeiro, e a do centenário da imigração japonesa, no dia 18 de junho, em São Paulo.A primeira moeda registra o evento simbólico do desembarque da Família Real no Rio de Janeiro, na atual Praça XV, no centro da capital fluminense, e presta homenagem a cinco importantes instituições fundadas por D. João: a Justiça Militar da União (criada como "Conselho Supremo Militar e de Justiça"); o Jardim Botânico do Rio de Janeiro (antigo "Jardim da Aclimação"); a Imprensa Nacional (fundada como "Impressão Régia"); o Ministério da Fazenda (que era conhecido como "Erário Régio" na época) e o Banco do Brasil. Todas essas instituições também comemoram seu bicentenário em 2008. A moeda em homenagem à Família Real terá valor de R$ 5 e tiragem máxima de 10 mil unidades. Já a moeda que faz homenagem aos japoneses traz uma imagem do navio Kasato Maru, que trouxe os primeiros 781 imigrantes do Japão para o Brasil. O navio atracou no Porto de Santos, em São Paulo, em 18 de junho de 1908. A moeda também faz referência à presença japonesa no desenvolvimento da agricultura brasileira e traz a imagem de uma camponesa japonesa colhendo caqui. O caqui, que tem seu próprio nome originado do japonês, foi escolhido por ter sido difundido no Brasil pelos imigrantes japoneses. Essa moeda terá valor de R$ 2 e tiragem máxima de R$ 10 mil unidades.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.