BC mostra queda das estimativas do IPCA para 2004

A pesquisa semanal feita pelo Banco Central (BC) com um grupo de 80 instituições financeiras registrou uma queda das estimativas de IPCA para 2004 de 6,20% para 6,10%. O porcentual projetado é superior aos 5,5% de meta para o próximo ano, mas está dentro do intervalo de variação admitido no sistema de metas de inflação. As expectativas de IPCA para o ano em curso no entanto permaneceram estáveis em 9,68%, contra um objetivo estabelecido pelo BC de alcançar uma taxa de 8,5%. As previsões para o IPCA em 12 meses à frente recuaram, ao mesmo tempo, de 6,55% para 6,27%, ficando abaixo dos 6,48% de há quatro semanas. As projeções para o corrente mês subiram, na mesma pesquisa, de 0,53% para 0,55%, e as perspectivas para novembro ficaram inalteradas em 0,50%. A pesquisa também revelou uma redução das estimativas de reajuste dos preços administrados em 2003 de 13,90% para 13,67%, contra uma previsão do próprio BC de 14%. As estimativas de aumento dos administrados para o próximo ano mantiveram-se nos mesmos 8% do levantamento divulgada na semana passada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.