BC muda metodologia de cálculo da relação dívida/PIB

O Banco Central mudou a metodologia para o cálculo do indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o Produto Interno Bruto (PIB). A partir de agora, a autoridade monetária vai usar dados do PIB corrente. Até o mês passado, o cálculo era feito pelo PIB valorizado pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI).

FERNANDO NAKAGAWA E FABIO GRANER, Agencia Estado

25 de fevereiro de 2010 | 13h05

O chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, explicou que a mudança fará com que o Brasil passe a usar critério usado internacionalmente. A valorização do PIB foi adotada pela autoridade monetária para tentar amenizar distorções causadas pela alta inflação existente no País até 1994. A partir de agora, a conta será feita com o PIB divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) corrigido apenas pela expectativa de evolução da economia feita pelo próprio BC.

Altamir diz que o efeito dessa mudança na estatística será pequeno. Em dezembro de 2009, por exemplo, o indicador marcou 42,85% pela metodologia antiga e 42,91% na nova conta. Em janeiro de 2010, a diferença é maior: dívida sobre o PIB de 41,33% na metodologia que não será mais usada e 41,69% na nova.

Séries históricas

O Banco Central anunciou hoje que foi encerrada a atualização de diversas séries históricas do banco de dados da instituição. A mudança afeta séries de necessidade de financiamento valorizadas pelo IGP-DI, com desvalorização cambial e aquelas relativas ao resultado operacional e juros reais, além da evolução da dívida com e sem Petrobras. Em todos esses casos, a atualização foi encerrada no dado de dezembro de 2009. "Essas séries apresentavam maior relevância no ambiente de inflação elevada. Com a maior estabilidade monetária, essas séries perderam relevância, justificando seu encerramento", explica o BC, ao comentar o fim da atualização de dados pelo IGP-DI.

No caso da valorização cambial, a autoridade monetária afirma que "com o volume relativamente reduzido de dívida interna indexada ao câmbio, os dados de necessidades de financiamento com desvalorização cambial vinham apresentando valores próximos aos dados sem valorização cambial". Os números sem valorização do dólar continuam sendo atualizados normalmente. A lista das séries que deixaram de ser atualizadas pode ser encontrada no endereço eletrônico http://www.bcb.gov.br/?ECOIMPOLFISC.

Tudo o que sabemos sobre:
BC, metodologia, cálculo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.