BC ofertou US$ 1,185 bi em créditos para exportações

O Banco Central já ofereceu ao mercado pouco mais da metade dos US$ 2 bilhões que prometeu colocar nas mãos das instituições para melhorar a liquidez das operações de crédito para exportações. Do dia 23 de agosto até esta terça-feira, o BC realizou 17 leilões de venda de dólares destinados ao financiamento de exportações. A oferta total do Banco Central foi de US$ 1,185 bilhão nesses leilões. Na prática, entretanto, foram vendidos US$ 799,234 milhões, já que em duas oportunidades o BC não aceitou nenhuma das propostas apresentadas e fez vendas parciais em algumas outras. Os leilões de financiamento para exportações que o BC está fazendo buscam compensar, em parte, a redução das linhas de crédito que eram oferecidas por instituições estrangeiras aos exportadores brasileiros. É uma resposta interna que está sendo dada paralelamente ao trabalho da equipe econômica, que vem buscando convencer os banqueiros e investidores a não reduzirem suas operações com o Brasil. Apesar de o Banco Central não ter vendido todos os dólares oferecidos ao mercado nesses 17 leilões feitos até agora, a procura por parte das instituições não foi pequena. Para os US$ 1,185 bilhão ofertados pelo BC desde o dia 23 de agosto, as instituições autorizadas a operar no mercado de câmbio com a autoridade monetária - os dealers - fizeram propostas para a compra de US$ 1,710 bilhão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.