Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

BC: País recebeu US$ 605 mi em abril até o dia 15

O fluxo cambial em abril continua em ritmo bem menos intenso que nos meses anteriores de 2011. De acordo com dados divulgados hoje pelo Banco Central (BC), as entradas de divisas neste mês, até o último dia 15, superaram as saídas em US$ 605 milhões. No primeiro trimestre deste ano, a média mensal do fluxo foi de US$ 11,9 bilhões. Nos 11 primeiros dias úteis de abril do ano passado, o desempenho foi negativo em US$ 977 milhões.

FABIO GRANER, Agencia Estado

20 de abril de 2011 | 14h56

Na primeira quinzena deste mês, a desaceleração do ingresso de moeda estrangeira no País se deu basicamente por conta do fluxo financeiro, que ficou negativo em US$ 277 milhões no período, com entradas de US$ 19,295 bilhões e saídas de US$ 19,571 bilhões. É nesse grupo que são contabilizadas, por exemplo, as operações de crédito externo, que passaram a ser taxadas em 6% de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) nos financiamentos com prazo de até dois anos. Era o financeiro que vinha puxando os elevados ingressos de divisas no primeiro trimestre. No segmento comercial, o fluxo no mês está positivo em US$ 881 milhões, com exportações de US$ 8,942 bilhões e importações de US$ 8,061 bilhões.

Considerando-se somente a semana passada, o fluxo cambial foi positivo em US$ 618,6 milhões. O fluxo financeiro teve resultado negativo de US$ 356,5 milhões, com entradas de US$ 8,724 bilhões e saídas de US$ 9,080 bilhões. O segmento comercial, por sua vez, teve superávit de US$ 975,1 milhões, com exportações de US$ 4,382 bilhões e importações de US$ 3,407 bilhões.

Reservas

O BC informou ainda que as intervenções feitas no mercado à vista de câmbio elevaram as reservas em US$ 4,574 bilhões em abril, até o dia 15. Já as compras no mercado a termo tiveram impacto de US$ 440 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
fluxo cambialdólaresreservasBC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.