BC: previsão de déficit cai de 2,5% para 2,4% em 2011

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Tulio Maciel, anunciou hoje novas previsões para o comportamento das contas públicas nos próximos meses. Segundo ele, o ano de 2011 deve terminar com déficit nominal equivalente a 2,4%. A previsão é pouco inferior à estimativa anterior, de 2,5%.

FERNANDO NAKAGAWA E ADRIANA FERNANDES, Agencia Estado

30 de setembro de 2011 | 12h48

O BC divulgou mais cedo que o setor público consolidado registrou em agosto déficit nominal de R$ 17,101 bilhões, resultado três vezes maior que o observado em julho, quando o saldo negativo das contas públicas ficou em R$ 5,007 bilhões.

Outra previsão divulgada por Maciel é para o gasto com juros. Segundo o BC, a despesa deve terminar o ano correspondendo a 5,6% do Produto Interno Bruto (PIB), ante previsão anterior de 5,4%. Um dos fatores que explica o aumento da despesa com juros é o crescente valor total da dívida em reais. A despesa com juro no mês de agosto foi de R$ 21,663 bilhões, aumento em relação a julho, quando o montante ficou em R$ 18,797 bilhões.

O BC também divulgou que prevê que a dívida bruta do setor público deve subir de 56,1% registrados em agosto para 56,3% em setembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.