BC proíbe bancos de cobrar taxa de renovação de cadastro

A cobrança de tarifa bancária para a renovação do cadastro de conta corrente passará a ser proibida a partir da segunda-feira. Em decisão anunciada na noite de ontem, o Banco Central vetou a prática que, pela regra anterior, podia ser feita até duas vezes por ano. O serviço, que tem como objetivo atualizar dados da vida financeira dos clientes, era alvo constante de reclamações de consumidores em órgãos como o Ministério Público e no próprio BC.

Fernando Nakagawa, O Estadao de S.Paulo

12 de setembro de 2009 | 00h00

Levantamento da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) mostra que a maioria dos grandes bancos de varejo cobrava a cada seis meses valor entre R$ 25 (Bradesco) e R$ 48 (Santander/Real). Mas há casos, como o Banco Cruzeiro do Sul, em que a tarifa chegava a R$ 150.

A cobrança da tarifa no início do relacionamento bancário não foi proibida.

O BC também aprovou a entrada do Banco do Brasil no grupo de controle do Banco Votorantim, e deu aval à compra do banco UBS Pactual pelo empresário André Santos Esteves.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.