BC reafirma empenho em manter a inflação na meta

Meirelles diz que BC está dedicado à 'manutenção da estabilidade e da solidez do sistema financeiro'

ADRIANA CHIARINI, Agencia Estado

13 de junho de 2008 | 11h34

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse nesta sexta-feira, 13, que a autoridade monetária "permanecerá sempre empenhada na manutenção da estabilidade, na manutenção da solidez do sistema financeiro e na manutenção da trajetória da inflação consistente com a definida pelo sistema de metas".   Veja também: País está maduro para formalizar autonomia do BC, diz Fraga Veja a evolução da Selic desde o início do governo Lula  Entenda os principais índices de inflação  Entenda a crise dos alimentos  Perguntado se isso era um recado sobre a determinação do BC continuar perseguindo a meta de inflação, Meirelles disse que este não é um recado novo. O centro da meta da inflação, definido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), para 2008 e 2009 é de 4,5%, com margem de tolerância de dois pontos porcentuais para mais ou para menos. No discurso, Meirelles afirmou que as instituições têm impacto direto no desenvolvimento econômico e na produtividade, mas não quis comentar se a formalização da independência do BC seria importante nesse sentido. As declarações foram feitas em discurso de lançamento de moeda comemorativa dos 200 anos da chegada da família real ao Brasil. Na apresentação, Meirelles homenageou instituições criadas pela família real no Brasil, como a imprensa nacional, o Jardim Botânico e o Ministério da Fazenda.

Tudo o que sabemos sobre:
BCMeirellesinflação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.