BC reduz previsão de dívida líquida/PIB em 2012 a 35%

O Banco Central reduziu a sua estimativa para a relação dívida líquida/PIB para o final de 2012 de 35,7%, projetados em março, para 35,0%. Essa previsão leva em conta a perspectiva para o dólar no fechamento do ano coletada pelo BC na pesquisa Focus com agentes do mercado financeiro, que aponta uma cotação de R$ 1,95.

EDUARDO CUCOLO E FERNANDO NAKAGAWA, Agencia Estado

29 de junho de 2012 | 11h59

O chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, afirmou que, se o dólar ficar em outro patamar, obviamente, o resultado para o indicador será diferente.

Para o fechamento de junho, a previsão do BC é de uma dívida líquida de 34,5% do PIB, considerando câmbio de R$ 2,06 no fim do mês atual. Se confirmado, será o menor patamar da série histórica, iniciada em dezembro de 2001. Em maio, a dívida ficou em 35% do PIB, também a menor da série.

Tudo o que sabemos sobre:
contas públicassuperávit

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.